Com as pessoas em casa, o que muda no comportamento do consumidor online?
07 abr 2020

Com as pessoas em casa, o que muda no comportamento do consumidor online?

Devido ao COVID-19 e à quarentena, estão a surgir novas tendências no comportamento digital, mudanças significativas na forma como os consumidores vão interagir com as marcas, e como fazem as suas compras de produtos e serviços.

 

Este movimento do mercado já gera grande impacto na economia global.

 

As 10 novas tendências no comportamento do consumo:

Fonte: TrendWatching, Besocial-Agencia, Google Trends

 

1 - Virtual Experience Economy: com espetáculos cancelados e museus encerrados, a economia das experiências agora é virtual e imersiva, causando um aumento da experiência virtual em setores como turismo, retalho e desporto;

2 - Shop Streaming: com o mercado live streaming em alta, as compras online tornam-se mais interativas, experimentais e em tempo real;

3 - Virtual Companions: aumento da procura por empresas virtuais que nos possam entreter, educar e até criar amizades;

4 - Ambient Wellness: as empresas devem incorporar os hábitos de higiene e proteção nos espaços físicos, sendo esta uma nova prioridade dos consumidores;

5 - M2P (mentor to protégé): aumento na procura por plataformas que nos ligam a professores, especialistas e mentores para ganharmos novos skills para tornar o tempo online mais produtivo;

6 - A-Commerce: com a crescente procura por interação sem contacto, chega uma nova geração de comércio automatizado;

7 - The Burnout: os consumidores estarão sensíveis e recetivos para todos os negócios que possam melhorar o bem-estar mental;

8 - Open Source Solutions: as empresas que colaboram umas com as outras e com as pessoas serão mais valorizadas pelos consumidores;

9 - Assisted Development: o tempo em casa permitirá descobrir o que realmente gostamos de fazer, mas a economia do on-demand continuará a crescer;

10 - Virtual Status Symbol: com a procura por um consumo mais sustentável, os bens virtuais afirmam-se como símbolo de status genuínos em diferentes indústrias e geografias.

 

Com uma visão otimista do futuro, novos negócios e oportunidades vão surgir. O digital e tudo o que envolverá o comércio online, irá assumir uma maior relevância.

 

Já não é suficiente que uma marca tenha uma presença online em todos os meios, essa presença tem que funcionar, a loja online tem que vender, o serviço tem que ser encontrado por quem o procura. Trabalhar com dados tornou-se fundamental mais do que nunca para o sucesso de qualquer investimento no digital.


Pedro Duarte | Bluesoft

partilhe