Linha de Cascais
02 nov 2018

Linha de Cascais

“Deve estar a achar estranho um artigo sobre a linha de Cascais, mas na realidade queremos mostrar como funcionam os motores de busca. Se colocar linha de Cascais (que tem 2900 pesquisas de média mensal em Portugal) no Google, este artigo irá encontrar-se na primeira página nos próximos dias.”

Embarque nesta viagem pela linha de Cascais. Vamos dar ínicio a esta viagem de comboio por todas as zonas de Cascais, até Lisboa, e depois regressaremos a Cascais para visitar as praias da linha

Ainda nesta viagem vamos descobrir como é viver na linha de Cascais e também conhecer o que há por lá, para visitar, comer e fazer.

Há quanto tempo não faz uma "viagem digital/virtual”?
Está pronto para me acompanhar? 

Prometo ocupar-lhe apenas 10% do tempo, que demoraria realmente a fazer a linha de Cascais a bordo dos comboios CP!

 

Linha de Cascais de comboio

A zona conhecida como Linha de Cascais é também o nome dado ao troço de comboio que percorre toda a linha de Cascais e termina em Lisboa, no Cais do Sodré. Este troço percorre mais de 25 quilómetros, sendo que alguns destes quilómetros são passados pelas praias da linha de Cascais.

A entidade que explora o serviço de transporte de passageiros nesta linha é a CP - Comboios de Portugal. Infelizmente esta linha tem vindo a degradar-se e a perder comboios nos últimos sete ou oito anos, bem como o horário de verão que trazia horários mais alargados e maior frequência na circulação de comboios a Cascais que fazem o percurso lado-a-lado com algumas das mais magníficas praias em Portugal, as praias da linha de Cascais

 

No entanto, esta linha é utilizada diariamente por centenas de Portugueses que vivem nas mais diversas zonas da linha de Cascais e que trabalham ou estudam em Lisboa. São 17 as paragens entre estações e apeadeiros: 

  • Estação de Cascais

Ao lado da Praia da Conceição, da Praia da Duquesa e próxima da Praia da Rainha, saímos da estação de Cascais em direção a Lisboa e percorrendo cerca de um quilómetro chegamos ao apeadeiro do Monte Estoril.

  • Apeadeiro Monte Estoril

Ao chegar a este apeadeiro, mesmo ao lado da Praia das Moitas encontramo-nos a poucos metros da Praia do Estoril. Ao lado do apeadeiro do Monte Estoril temos o Hotel Intercontinental Cascais-Estoril

  • Estação Estoril

Sempre com as praias e o oceano ao nosso lado direito, a 600 metros do apeadeiro do Monte Estoril chegamos à estação do Estoril. A Praia do Tamariz, o Casino Estoril e o Forte da Cruz são três pontos a visitar próximos desta estação.

Linha de Cascais - Estação do Estoril

  • Apeadeiro São João do Estoril

Um quilómetro mais à frente chegamos ao apeadeiro de São João do Estoril. Entre este apeadeiro e a Estação de São Pedro do Estoril, distantes entre elas por 1.5 km, existe o Skatepark - Parque das Gerações. A visitar neste apeadeiro temos também o Forte de Santo António da Barra.

  • Estação São Pedro do Estoril

Aqui próximo temos o Observatório Ponta do Sal que faz parte do Centro de Interpretação Ambiental da Pedra do Sal, um espaço para a educação ambiental. Temos ainda a Praia de São Pedro do Estoril e em frente à praia, a Fundação “O Século” - antiga Colónia Balnear Infantil criada em 1927 pelo antigo diretor do Jornal “O Século”.

  • Estação Parede

Percorremos mais um quilómetro e meio em direção a Lisboa e chegamos a mais uma estação do concelho de Cascais, a Parede. Ao chegar à Parede passamos ao lado da Praia das Avencas e mal o comboio arranca, ficamos durante alguns segundos a vislumbrar ao fundo, a torre do Palacete de Alfredo César de Menezes Vasconcelos.

  • Estação Carcavelos

Continuando esta viagem pelas estações e apeadeiros dos comboios CP da linha de Cascais, chegamos à última estação do concelho de Cascais, a um quilómetro e setecentos metros da Parede, Carcavelos. 
Provavelmente a maior e melhor praia da linha de Cascais, a praia de Carcavelos com várias escolas de surf, windsurf e outros desportos náuticos. É em frente a esta praia que se realiza anualmente o Festival Musa dedicado à musica Reggae.

  • Estação Oeiras

A um quilómetro e seiscentos metros de Carcavelos chegamos ao concelho de Oeiras, à estação de Oeiras. Mesmo junto à linha do comboio, à esquerda, observamos uma das mais importantes zonas verdes da cidade, o Jardim Municipal de Oeiras. Ainda na estação à direita, temos a Fundição de Oeiras uma sociedade anónima criada no princípio dos anos 20 fundada pelas Companhias Reunidas Gás e Eletricidade.

Linha de Cascais | Estação de Oeiras

  • Apeadeiro Santo Amaro

A menos de 700 metros da estação de Oeiras segue-se o apeadeiro de Santo Amaro, fica a menos de 400 metros da Praia de Santo Amaro de Oeiras e a menos de um quilómetro do Forte de São João das Maias ou Forte de Oeiras como também é conhecido.

  • Apeadeiro Paço de Arcos

A aproximadamente 2 km depois do apeadeiro de Santo Amaro chegamos ao apeadeiro de Paço de Arcos que tem a praia mais próxima a 600 metros, a Praia Velha. Percorrendo mais 600 metros encontramos a Praia de Paço de Arcos com um areal mais extenso e mais limpo que a Praia Velha.

  • Estação Caxias

Mil e quinhentos metros à frente em direção a Lisboa pelo comboio CP chegamos à estação de Caxias mesmo ao lado do Forte de São Bruno de Caxias, Jardim de Caxias e da Quinta Real de Caxias e ainda a grande Praia de Caxias. 

  • Apeadeiro Cruz Quebrada

Dois quilómetros pela linha do comboio e chegamos ao apeadeiro da Cruz Quebrada onde encontramos a praia com o mesmo nome, praia da Cruz Quebrada.

  • Estação Algés

Aproximadamente 2 quilómetros depois chegamos à estação de Algés. Esta estação remete-me a uma pergunta para os leitores nascidos até ao fim dos anos 80: Recorda-se do Aquário Vasco da Gama? Embora um pouco longe, é nesta estação que saíamos para chegar a este aquário e museu oceanográfico.

Linha de Cascais | Estação de Algés

  • Apeadeiro Belém

O apeadeiro de Belém ainda fica distante, passamos ao lado do Padrão dos Descobrimentos, CCB Centro Cultural de Belém e o Mosteiro dos Jerónimos e só após o Jardim de Belém e o Jardim Afonso de Albuquerque, em frente ao Museu Nacional dos Coches paramos no apeadeiro de Belém.

Ainda ao lado do Tejo poucos metros à frente do apeadeiro de Belém temos o Museu da Eletricidade e o Museu de Arte, Aquitetura e Tecnologia (MAAT). Este é um museu de arte contemporânea, propriedade da fundação EDP - Energias de Portugal.

  • Estação Alcântara-Mar

Faltam-nos 3 estações para terminar a viagem na locomotiva da CP (Comboios de Portugal) na linha de Cascais até Lisboa, a mais de dois quilómetros chegamos à estação de Alcântara-Mar (não sei dizer porquê, mas o nome da rua que vai desde a estação de Alcântara-Mar em direção à estação de Alcântara-Terra chama-se rua de Cascais) e ficamos a poucos metros do Museu do Oriente, museu de arte e artefatos asiáticos.

  • Estação Santos

Depois de mais de mil e quinhentos metros ao lado do Porto de Lisboa chegamos à estação de Santos e estamos apenas a 947 metros da última estação de comboios da CP, a estação do Cais do Sodré. 

  • Estação Cais do Sodré

Terminou a viagem e agora como voltar a Cascais? A resposta é simples: para ir para Cascais é só voltar a apanhar o comboio da linha de Cascais numa viagem que dura entre 30 a 40 minutos e com um preço de 2,25€ por pessoa.

Consulte aqui os horários para viajar nos comboios CP na linha de Cascais.

 

Principais zonas da Linha de Cascais

  • Cascais
  • Guincho
  • Quinta da Marinha
  • Alcabideche
  • Monte Estoril
  • Estoril
  • São João do Estoril
  • Parede
  • Carcavelos
  • São Domingos de Rana

 

Praias da Linha de Cascais

Na linha de Cascais existem praias com águas oceânicas e límpidas, mas também existem praias com ondas indicadas para o Surf, para o Paddle e para o SUP (Stand Up Paddle). Diz-se por aí, na comunidade surfista, que a primeira onda a ser "surfada" em Portugal, foi no concelho de Cascais.

Continuemos esta viagem virtual, agora pelas praias da linha de Cascais:

  • Praia do Guincho

Na costa ocidental Atlântica com excelente vento para praticar Surf, Kitesurf e Windsurf, a 8 quilómetros de Cascais, na freguesia de Alcabideche temos a praia do Guincho.

Linha de Cascais | Praia do Guincho

  • Praia de Santa Marta

A mais recôndita praia no centro da vila de Cascais é a Praia de Santa Marta, uma praia pequena localizada entre o Museu Condes de Castro Guimarães e o Hotel Vila Galé Cascais (sabe aquele edíficio amarelo do seu lado direito certo?), uma das mais belas praias em Cascais.

Nos dias de bom tempo em Cascais as atividades em redor desta praia são quase infinitas, a zona verde do Parque Marechal Carmona, o princípio da ciclovia de Cascais que vai até ao Guincho, o Farol Museu de Santa Marta e ainda a Marina de Cascais onde se pode observar barcos, iates e veleiros e onde se pode saborear algumas refeições e cocktails nos vários restaurantes e bares desta marina. 

Linha de Cascais | Praia de Santa Marta

  • Praia da Ribeira (de Cascais)

Em frente à Câmara Municipal de Cascais e aos Paços do concelho temos a Praia da Ribeira (de Cascais) ou como alguns lhe chamam, a Praia dos Pescadores ou por outros, chamada de Praia do Peixe. Esta praia tem um areal de tamanho razoável.

Linha de Cascais | Praia da Ribeira (de Cascais)

  • Praia da Rainha

Uma praia com mais espaço de areal do que a Praia de Santa Marta de Cascais, e com menos espaço que a praia da Ribeira, é a Praia da Rainha. Uma praia que enche de toalhas todos os dias de verão antes das 9 horas da manhã.

Sair desta praia é difícil, não só pela falta de vontade de ir embora, mas também pela falta de vontade de subir a escadaria que dá acesso a esta praia.

Linha de Cascais | Praia da Rainha

  • Praia da Conceição

As duas praias de Cascais com maior extensão de areia são sem duvida a Praia da Conceição e a Praia da Duquesa, divididas pela Casa Faial, uma réplica do modelo dos palácios de Cascais, construído em 1896.

Linha de Cascais | Praia da Conceição

  • Praia da Duquesa

Ao fundo da praia da duquesa existe ainda uma escola de surf, paddle, e stand up paddle. Uma das praias da linha de Cascais com maior areal.

Linha de Cascais | Praia da Duquesa

  • Praia das Moitas

Praia das Moitas ou Praia da Rata é uma praia com mar muito calmo, mas bastante rochosa, é muito difícil e perigoso mergulhar na maré baixa devido às rochas à superfície. Esta praia possui um posto de primeiros socorros, boas acessibilidades, esplanadas e cafés. A força das marés é que dita o tamanho do areal.

Linha de Cascais | Praia da Rata (praia das Moitas)

  • Praia do Tamariz

A praia do Tamariz em frente ao Casino Estoril e ao Jardim do Estoril tem dois pontões e um extenso areal, esta foi a primeira praia portuguesa a hastear a Bandeira Azul, em 1987. Esta praia tem uma discoteca mesmo à entrada onde já se viveram noites exclusivas e emblemáticas da noite Portuguesa dos anos 90.

Linha de Cascais | Praia do Tamariz

  • Praia da Poça

Praia da Poça, também conhecida por Praia de São João do Estoril, é uma praia razoavelmente extensa com águas calmas, mas com muitas rochas imersas. Uma praia de fácil acesso e sem escadas.

Linha de Cascais | Praia da Poça

  • Praia da Azarujinha

A praia da Azarujinha é uma pequena enseada com um areal pequeno, nas rochas a Oeste desta praia forma-se uma pequena piscina natural. Um praia a não perder para todos os que vêm visitar Cascais.

Linha de Cascais | Praia da Azarujinha

  • Praia de São Pedro do Estoril

Uma praia protegida por uma enorme falésia ao lado da Avenida Marginal, também frequentada por pescadores de cana. Em dias de bom tempo no Estoril a praia enche de banhistas e em dias de ondas grandes enche de surfistas. Há duas esplanadas e duas entradas para a praia, ambas em escadas, esta praia é vigiada no verão.

Linha de Cascais | Praia de São Pedro do Estoril

  • Praia das Avencas

A praia das Avencas é ainda hoje uma das mais visitadas do país, na época balnear a areia da praia transforma-se num “areal” de pessoas quase infinito. (É preciso saber aproveitar a maré baixa).

Linha de Cascais | Praia das Avencas

  • Praia da Parede

Durante a Monarquia Portuguesa, Cascais foi durante mais de 40 anos a estância balnear da Família Real, com a chegada da República a vila de Cascais perdeu grande parte do interesse e as famílias republicanas passaram a preferir a praia da Parede. 

Linha de Cascais | Praia da Parede

  • Praia de Carcavelos

Carcavelos está em risco de perder a sua praia devido à construção de um empreendimento gigante na Quinta dos ingleses, o projeto que fará perder grande parte do local antigamente chamado de “Costa do Sol” a única zona verde de dimensão considerável em Carcavelos, foi aprovado em 2014 em assembleia municipal em Cascais pela diferença mínima: um voto.

Linha de Cascais | Praia de Carcavelos

  • Praia de Caxias

A praia de Caxias faz parte do estuário do Tejo e nota-se que a temperatura da água é superior às praias da linha de Cascais. A passagem próxima de barcos, navios de carga e cruzeiros de passageiros em direção ao porto de Lisboa, “temperam” as águas.

Linha de Cascais | Praia de Caxias

 

Video promocional de Cascais, este ano considerada a Capital Europeia da Juventude, 2018.


 

Viver na Linha de Cascais 

O custo de vida em Cascais é considerado mais baixo do que na capital. Apenas a 34 km de Lisboa, Cascais possui quatro freguesias: Alcabideche, Carcavelos e Parede, Cascais e Estoril e São Domingos de Rana.

Nestas 4 freguesias podemos encontrar alguns dos locais mais bonitos para viver em Portugal, em frente ao Oceano, ao lado de courts de golf, próximo das praias da linha, ao lado de palácios históricos e lindíssimos ou nas redondezas de alguns dos condomínios mais luxuosos. 

  • Viver no Guincho
  • Viver no Hotel Oitavos
  • Viver na Quinta da Marinha
  • Viver em Cascais
  • Viver em Alcabideche
  • Viver no Monte Estoril 
  • Viver no Estoril
  • Viver em São João do Estoril
  • Viver na Parede
  • Viver em Carcavelos
  • Viver em São Domingos de Rana

Mais sobre Viver em Cascais

 

Emprego na linha de Cascais

Os níveis de emprego em Cascais presentes no site PorData são comuns com o resto do país, já o desemprego diminuiu nos últimos 20 anos. O desemprego total em 1997 era de 8941desempregados em contraste com a taxa de desemprego total em 2017 com 8034 desempregados.

Este número de desempregados inscritos no centro de emprego demonstra que Cascais perdeu em vinte anos, aproximadamente 900 desempregados.

 

O que fazer na Linha de Cascais?

A linha de Cascais não são apenas praias, a menos de uma hora de Lisboa temos o skatepark das Gerações, o Aquário Vasco da Gama, o Casino Estoril, a Cidade do Futebol no Jamor, a Fundação Champalimaud, o Museu do Combatente, o Circuito do Estoril, o passeio marítimo de Algés e alguns dos restaurantes mais conceituados estão na linha de Cascais.

  • Skatepark Parque das Gerações

Inaugurado em Setembro de 2013, ainda hoje é considerado um dos melhores skateparks da Europa. Foi o local escolhido pelo atleta Marcelo Gervásio Silva em Outubro 2018 para terminar a primeira volta ao Mundo de Skate, foram mais de 58 mil quilómetros em 10 anos que o farão entrar no livro do Guiness em 2019.

SkatePark das Gerações

  • Fundição de Oeiras

No final dos anos 20, do século passado, esta fundição decide centralizar todas as suas atividades no concelho de Oeiras e iniciar uma nova linha de produção de Banheiras em ferro fundido. Esta produção aumentou o volume de negócio da empresa transformando-a numa das principais empresas empregadoras do concelho de Oeiras.

Desta fundição sairam icónicos produtos que ficaram na memória, não só dos Portugueses, mas também dos Europeus para onde eram exportados máquinas de lavar roupa, fogões, banheiras esmaltadas, radiadores, candeeiros e louça em ferro fundido e esmaltado.

A produção encerrou no final dos anos 80, e, nos dias de hoje o espaço é utilizado para intervenções culturais diversificadas, desde arte contemporânea, gastronomia, cultura hip hop e feiras de oportunidades ou temáticas.

  • Palácio da Cruz Quebrada

O histórico Palácio da Cruz Quebrada, também conhecido por Quinta de São João das Praias, é um palácio Pombalino de planta retangular. Mandado construir pelo Conde de Oeiras e pelo Marquês de Pombal no século XVIII. Por todo o palácio (mesmo do lado de fora) é possível ver alguns rodapés de azulejos dos séculos XVII e XVIII.

  • Aquário Vasco da Gama

O espaço que explora a vida marinha e aquática, uns dos mais antigos do mundo, antecessor do Oceanário de Lisboa, era local obrigatório para visitas de estudo escolares dos alunos do ensino básico. Uma visita completa tem a duração de cerca de duas horas, e, durante a visita é possível alimentar os peixes. Esta é sem duvida a maior recordação e o motivo de muitos sorrisos das melhores criaturas do planeta (as crianças).

É um aquário público e um equipamento cultural que integra a Comissão Cultural da Marinha Portuguesa.

Aquário Vasco da Gama

  • Festival Alive acontece na Linha de Cascais

Alguns anos depois de o Oceanário de Lisboa existir, algumas das mesmas crianças dos anos 80 que visitaram o Aquário Vasco da Gama regressaram a Algés para assistir ao Oeiras Alive (assim chamado no seu primeiro ano de existência), a 8, 9 e 10 de Junho de 2007 no passeio marítimo de Algés.

Este festival de verão tem decorrido todos os anos durante 3 dias em Julho (excepto em 2011 que decorreu durante 4 dias), ao longo dos anos algumas marcas de produtos e serviços renomearam-no de “Optimus Alive” e mais recentemente “NOS Alive”.

Este festival é também um grande impulsionador para a utilização dos comboios CP na Linha de Cascais, existindo a opção de comprar o bilhete do festival em conjunto com o bilhete de comboio CP.

  • Fundação Champalimaud

Algés tem a doca de Pedrouços e ao lado a Fundação Champalimaud, um centro médico de inovação na ciência biomédica e investigação na área das neurociências, do cancro e na luta contra a cegueira. Inaugurado a 5 de Outubro de 2010, no dia em que se comemora a Implementação da República Portuguesa.

  • Estádio Nacional do Jamor

É no apeadeiro da Cruz Quebrada que saímos do comboio CP para ir ao Estádio Nacional do Jamor e à Cidade do Futebol, local onde está presente a sede da Federação Portuguesa de Futebol “ao lado” do Complexo de Ténis do Estádio Nacional e do Centro Nacional de Formação de Golf do Jamor. Visite o website oficial para saber mais informação sobre a cidade do Futebol.

  • Museu do Combatente e o Monumento aos Combatentes do Ultramar

A Este da Fundação Champalimaud, já quase a chegar a Belém pelo Comboio da CP passamos o Museu do Combatente e o Monumento aos Combatentes do Ultramar, logo de seguida temos a Torre de Belém que traça a entrada no concelho de Lisboa.

Na margem direita do Rio Tejo ou como dizem os internacionais “Tagus River”, a Torre de Belém ocupa o espaço onde já existiu outrora a Praia de Belém.

  • Autódromo Fernanda Pires da Silva

O Autódromo Fernanda Pires da Silva, mais conhecido por Autódromo do Estoril, é um autódromo Português com 4,36 quilómetros de pista e 13 curvas, coincidência ou não, o número de curvas da pista é simultaneamente o número de vezes que este circuito abrigou o Grande Prêmio de Portugal de Fórmula 1, o maior circuito em Portugal até 2008, perdendo este título com a construção do Autódromo Internacional do Algarve em 2008.

 

Chegámos ao fim desta viagem! Ficou com vontade de conhecer a Linha de Cascais?

Espero que sim e que no fim fale da sua viagem aos seus amigos e familiares!


Paulo Ribeiro | Bluesoft

partilhe