SEO On Page
09 set 2021

SEO On Page

O SEO On Page é uma parte essencial das estratégias de SEO e um complemento direto das estratégias aplicadas em SEO Off Page.

Mais em baixo, vamos abordar as principais diferenças entre o SEO On Page e o SEO Off Page. 

Para já, basta dizer que o SEO On Page é um conjunto de otimizações aplicadas ao conteúdo que existe dentro das suas páginas web. Lá está: são otimizações feitas “on page”. E é mesmo a todo o conteúdo. 

Alguns dos fatores do On Page SEO, cujo objetivo é sempre a otimização do conteúdo por inteiro, incluem não só a avaliação da qualidade do mesmo, como abordam também os títulos utilizados, as suas imagens, os textos alternativos, as meta-tags ou a criação de URL’s.

Na era digital, os bons resultados, as conversões, vendas e lucros, dependem muito da visibilidade das empresas no espaço disponível.

Se lhe parece que este é um espaço infinito (afinal, estamos a falar da internet) e que, por isso, o SEO On Page ou o Off Page podem fazer pouco sentido, imagine que está à procura de algum tipo de produto ou serviço.

Seja o que for. O mais certo, é começar a sua pesquisa pelo Google. E, logo na primeira página, o mais certo é encontrar aquilo de que precisa.

De repente, o espaço infinito da internet reduziu-se a uma única página de resultados, com cerca de 20 opções, não foi? 

Por isso, a competição é imensa, por este espaço. Quando a sua empresa não aparece nestas primeiras páginas, as oportunidades perdidas são, essas sim, infinitas. 

Por aqui se percebe a importância do SEO On Page, sobre a qual também vamos falar neste artigo. As otimizações de SEO On Page permitem gerar tráfego orgânico para o seu website.

Conferem-lhe autoridade e reputação na sua área de atuação. 

Por outras palavras, permitem-lhe aparecer na primeira página de resultados dos motores de pesquisa, onde cerca de 85% dos utilizadores começa a sua jornada de compra.

Por isso, o SEO é hoje absolutamente fundamental para que a sua empresa se mantenha competitiva. Parte essencial desse universo é, precisamente, o SEO On Page.

 

O que é SEO On Page?

O SEO On Page faz parte do SEO (Search Engine Optimization) que, por sua vez, faz parte do SEM (Search Engine Marketing). 

Como o próprio nome indica, estas são áreas de atividade que se concentram na otimização de conteúdos para motores de pesquisa como o Google.

Nas primeiras páginas de resultados destes motores de pesquisa, apenas alguns websites se apresentam a todos os utilizadores.

Para que isso aconteça, estes motores de pesquisa utilizam algoritmos que avaliam cada um destes websites, um por um. 

Esta avaliação é feita tendo em conta os principais fatores do On Page SEO, no qual a experiência do utilizador é essencial. 

As práticas do SEO On Page procuram passar nessa avaliação com distinção.

O SEO On Page otimiza as páginas web e adapta-as o mais possível ao que os algoritmos e os motores de pesquisa pedem, quando procedem à avaliação. 

Na prática, estes pedidos são elaborados com base numa análise do comportamento dos utilizadores. Ou seja, o que os algoritmos nos pedem é que sejamos capazes de responder ao que os utilizadores procuram!

Para que o SEO On Page seja feito com qualidade e consiga obter resultados notáveis, é necessário misturar o lado técnico com o lado humano, ou emocional.

É preciso trabalhar com os dados e, com base na sua análise, produzir conteúdos de qualidade e com interesse para os consumidores.

O SEO On Page aplica estratégias de produção de conteúdos que respondem aos algoritmos e, ao mesmo tempo, às pessoas que os procuram. 

É esta capacidade que o SEO On Page tem que o torna tão importante na era digital.

 

A importância do SEO On Page

Quando o SEO On Page é mal aplicado ou não aplicado de todo, o mais certo é a sua empresa se tornar invisível.

Quando os utilizadores fazem uma pesquisa pelo tipo de produtos ou serviços que oferece, a sua empresa não aparece – pura e simplesmente. 

Se não a encontram na primeira ou na segunda página de resultados, não a encontram de todo. Deixa de aparecer. Deixa de captar leads e de converter.

Além disso, o SEO On Page não só garante resultados como, a longo prazo, é a opção mais económica e sustentável

É certo que o SEM apresenta outras opções de curto prazo, como são os anúncios. Mas também é certo que assim que deixar de anunciar, volta a cair no esquecimento.

Para não falar de uma certa aversão que todos os utilizadores sentem ao lerem a palavra “anúncio”. 

O SEO On Page traz a sua empresa para os primeiros lugares das páginas de resultados, de forma orgânica. Em conjunto com o SEO Off Page, fica tudo sob o seu controlo.

 

SEO On Page vs. SEO Off Page

Antes de passarmos às várias formas como pode utilizar o SEO On Page para otimizar os seus conteúdos, convém diferenciarmos o SEO On Page do Off Page.

Tanto um como o outro, têm o mesmo objetivo: gerar tráfego orgânico para as suas páginas. 

Como já vimos, o SEO On Page dedica-se a otimizar os conteúdos das suas páginas. Já o Off Page procura otimizar tudo aquilo que lhes é externo. 

No blog da Bluesoft, já escrevemos sobre esse assunto. Pode ler o artigo, aqui.

De uma forma muito breve, o SEO Off Page foca-se em estratégias e ações como o linkbuilding, a criação de parcerias ou a utilização de redes sociais para a geração de tráfego orgânico para a sua empresa.

Em suma, o Off Page SEO concentra-se na divulgação dos seus conteúdos, de modo a criar autoridade e reputação online. Enquanto isso, o SEO On Page está focado em otimizar esses mesmos conteúdos, de acordo com a experiência do utilizador.

 

Como otimizar o SEO On Page?

Para otimizar o SEO On Page, é preciso ter em conta todos os fatores que os algoritmos dos motores de pesquisa procuram, bem como todos aqueles fatores que os utilizadores esperam.

Neste artigo, vamos dar-lhe conta dos principais – aqueles aos quais deve mesmo prestar atenção para começar a otimizar o SEO On Page. 

Dividem-se em dois pontos principais: conteúdos e páginas web. Com uma nota para as imagens e os vídeos. Vamos a isso?

 

Otimização dos conteúdos

Aqui o SEO On Page concentra-se maioritariamente na utilização e otimização de:

  • Palavras-chave
  • Heading Tags
  • Title Tags
  • Meta descriptions

Vejamos um a um.

 

Palavras-chave

No SEO On Page a utilização de palavras-chave é fundamental para a produção de conteúdos. Estas devem corresponder às várias pesquisas feitas pelos utilizadores nos motores de pesquisa.

Depois de escolher a palavra-chave mais adequada como, por exemplo, “SEO On Page”, esta deve aparecer nas primeiras palavras dos textos, nos seus títulos principais, em pelo menos um subtítulo e noutros locais essenciais, como os URL’s.

Mas atenção: tenha cuidado para não utilizar demasiadas vezes a palavra-chave e coloque sempre a experiência do utilizador em primeiro lugar. 

No SEO On Page, a qualidade do conteúdo e a experiência do utilizador são sempre mais importantes do que a palavra-chave.

 

Heading Tags

Para um SEO On Page eficaz, deve também dar atenção à estrutura dos conteúdos produzidos. Aqui, entram as heading tags.

No SEO On Page, estas servem para hierarquizar a informação. Tornam-na mais fácil de entender tanto para o utilizador, como para os algoritmos dos motores de pesquisa.

Quando mencionámos as palavras-chave, dissemos que estas deviam fazer parte dos títulos e subtítulos. Pois bem, as heading tags são precisamente esses títulos.

No SEO On Page são também conhecidos por H’s. 

O título principal de um conteúdo é o H1, o subtítulo o H2 e por aí em diante. Por exemplo, imaginemos que temos a palavra-chave SEM – Search Engine Marketing.

Nesse caso, poderíamos ter um conteúdo estruturado da seguinte forma:

  • H1: SEM
  • H2: SEO
  • H3: SEO On Page

Como se vê, os temas estão hierarquizados. Esta é uma forma de estruturar e apresentar os conteúdos, na qual a palavra-chave principal se encontra também no H1.

Depois de seguir estas duas indicações de otimização de SEO On Page – palavras-chave e heading titles – e de produzir o conteúdo, o próximo passo é o URL criado para a página.

O URL é um dos fatores de SEO On Page que ajuda os algoritmos identificarem o assunto de uma página.

Assim sendo, o URL do exemplo descrito acima, cuja estrutura aborda o SEM – Search Engine Marketing, deverá ficar alguma coisa como:

  • www.asuaempresa.com/blog/o-que-é-sem

Um URL curto, sem números ou símbolos estranhos e de fácil leitura é também essencial para o SEO On Page. 

Este conteúdo está pronto e otimizado. Falta prepará-lo para a sua apresentação na página de resultados.

 

Title Tags

Faça uma pesquisa no Google. Olhe para os resultados. Com certeza, reparou que todos eles se apresentam, mais ou menos, da mesma forma: têm um título e uma pequena descrição. 

Sobre esta descrição, falaremos já de seguida. Ao título, chamamos de Title Tag. Na prática, é o texto que chama mais a atenção e no qual os utilizadores clicam para acederem a uma página.

Para o SEO On Page este não é, necessariamente, o mesmo título que apresentamos no artigo ou na página web que acabámos de criar. 

Na verdade, este é o título que queremos que apareça nas páginas de resultados. Deve ser atrativo e direto para o utilizador, contendo a palavra-chave principal.

Como o SEO On Page se foca mesmo em todas as suas páginas web, é importante utilizar Title Tags em todas elas e não apenas em algumas ou exclusivamente em artigos, por exemplo.

 

Meta Descriptions

Se os Title Tags são os títulos das páginas que encontramos nos resultados do Google, então as Meta Descriptions são os pequenos textos – ou descrições – que aparecem logo por baixo.

Numa otimização de SEO On Page, as Meta Descriptions favorecem mais os utilizadores do que os algoritmos. Ou seja, pesam menos na hora de avaliação e posicionamento nas páginas de resultados.

No entanto, são imprescindíveis. Funcionam como um pequeno resumo do que o utilizador vai encontrar numa determinada página. Por isso, são responsáveis pelo aumento do número de cliques. 

Os cliques – esses sim – já contam bastante para o posicionamento. 

Ao otimizar o SEO On Page, as palavras-chave principais devem também constar nestas descrições. Além disso, devem ser atrativas o suficiente para causarem curiosidade e levarem os utilizadores a clicarem.

Estes são os quatro pontos essenciais para a otimização de conteúdos de SEO On Page. Em conjunto, garantem a qualidade dos seus conteúdos tanto para os utilizadores, como para os motores de pesquisa, como o Google.

No entanto, antes de passarmos às dicas de SEO On Page para a otimização de páginas, importa lembrar o seguinte:

O objetivo do SEO On Page é também garantir uma experiência do utilizador positiva.

Os conteúdos produzidos devem cumprir com as regras dos algoritmos mas, acima de tudo, devem ser completos e responder às dúvidas ou pesquisas feitas pelos utilizadores.

Os últimos estudos indicam-nos que os conteúdos mais longos são o que geram melhores resultados. Isto acontece precisamente porque, sendo mais longos, tendem a ser mais aprofundados. Logo, respondem melhor ao que os utilizadores procuram.

 

Otimização de página

Não é apenas nos conteúdos que o SEO On Page se concentra. Para que a qualidade das suas páginas seja superior às da concorrência, há dois pontos a reter:

  • Design Responsivo
  • Velocidade das páginas

 

Design Responsivo

De há uns anos para cá que o SEO On Page se começou a focar em garantir que as páginas web se apresentam com a mesma qualidade tanto em mobile, como em desktop.

Este é um dos fatores de SEO On Page mais importantes.

Hoje em dia, são cada vez mais os utilizadores a aceder à internet a partir de um dispositivo móvel. 

Sobre este assunto, há vários pontos a ter em conta. Escrevemos sobre eles no nosso artigo acerca das AMP ou Accelerated Mobile Pages.

 

Velocidade das páginas

Seja em que dispositivo for, a velocidade do carregamento das páginas tem um impacto importantíssimo na forma como os utilizadores interagem.

Considere a seguinte pergunta: quanto tempo está disponível para esperar para que uma página da internet carregue? 

Cerca de metade dos utilizadores estão dispostos a esperar menos de dois segundos! Quase três quartos, ou 75% deles, não voltam a uma página que demore mais de quatro segundos a carregar.

Esta é uma preocupação real para os especialistas em SEO On Page. O primeiro passo é analisar a velocidade do seu website, em ferramentas como o Google PageSpeed Insights

Identificados os potenciais problemas, são aplicadas soluções de SEO On Page como a otimização de imagens ou vídeos: duas formas de conteúdos que a otimização de SEO On Page não deve descurar.

Para as imagens, o SEO On Page recomenda que o nome do ficheiro contenha a palavra-chave principal. Do mesmo modo, ao inserir a imagem na página web, deve também inserir um texto alternativo – alt text.

No caso dessa imagem não abrir, por qualquer motivo, será esse o texto que o utilizador tem acesso. Também aqui se nota a importância que o SEO On Page dá à experiência do utilizador.

Como a velocidade das páginas é uma preocupação para o SEO On Page, as imagens utilizadas devem ser leves e de tamanho reduzido.

Sobre os vídeos, existem também boas práticas de SEO On Page a ter em conta. São muito semelhantes às que temos vindo a falar até aqui.

O título do vídeo deve conter a palavra-chave principal. A mesma deve ser igualmente utilizada nos primeiros 15 segundos do filme. E se o SEO On Page pede a inclusão de descrições curtas e diretas, o mesmo deve ser feito para os vídeos.

As estratégias de SEO são um investimento a longo prazo, mas com muitas provas dadas.

O que aqui mencionamos sobre o SEO On Page é apenas a ponta do iceberg e há mesmo muito por onde pegar. Mas o trabalho não termina por aí!

A monitorização do SEO On Page é igualmente importante para o seu dia a dia. Existem um sem número de ferramentas que podem ajudar a sua empresa a obter resultados com o SEO On Page.

Mas também é escusado fazer este caminho sem companhia. Principalmente quando existem especialistas experientes, como a Bluesoft. Fale connosco e perceba porquê.


Tiago Simonette Teixeira | Bluesoft

partilhe